10/05/2015

TIPOS DE MÃES: Especial dia das mães ♥



Mãe é a expressão do Amor de Deus. Ser mãe é uma dádiva 
de Deus. Ser mãe é receber de Deus um sublime dom.

Women of Different Generations Standing Together

Dizem que mãe é uma só. Pode ser verdade quanto à geração do filho, mas, na realidade, a mãe se multiplica como uma camaleoa, uma "metamorfose ambulante", de acordo com as circunstâncias que as necessidades dos filhos. Os tipos que tentamos esboçar a seguir é apenas um terço de como pode ser a mãe.


Mãe Elétrica - ou Esgotada, se preferirem. É aquela que está sempre conectada aos filhos, ao lar e ao trabalho profissional. Multitarefa, poderíamos também chamá-la. Não relaxa, pois, quando está ocupada com um aspecto, fisicamente, por assim dizer, o pensamento já está voando para os outros. Não delega, acha que dá conta de tudo sozinha, só ela sabe do que os filhos precisam. O marido é excelente pai, mas precisa de supervisão contínua, é o que pensa. Como está sempre em ritmo acelerado, em alta tensão, é vítima fácil da "louca da casa", a imaginação, o que a deixa mais estressada ainda.  Cuidado, mães "bombas", excesso de zelo pode levar ao infarto.






Mãe light- ou "Zen", se preferirem. "Zen" o stress do tipo anterior, ela é calma, otimista, confia na educação que dá aos filhos sem dúvidas, não se perturba com os contratempos de praxe. Também pode ser chamada de Mãe Pollyana, pois é otimista, beirando até a miopia. Quer ser amiga dos filhos acima de tudo, o que pode ser perigoso na hora da exigência necessária. É avessa a controle, a começar pela própria palavra. Prefere conversar, não proíbe nada. Contudo, é preciso cuidado para não confundir liberdade com permissividade.








Mãe Fitness -Ela acorda cedo para malhar ou se exercitar. Está sempre de olho na balança e medindo seu coeficiente de gordura. Tem fôlego de triatleta e põe a família toda em forma. A comida da casa merece um reportagem da revista SAÚDE. Zero gordura, zero açúcar, nada de refrigerante, tudo natureba, muito verde e cereais. Só que às vezes fica zero paciência também, pois o regime espartano é dose até para ela mesma. Os meninos "pulam a cerca" na cantina do colégio e no fast food do shopping. Mãezinha, não seja tão xiita! Pega leve!










Mãe elegante - Está sempre por dentro do último grito "fashion", embora não o siga necessariamente. Compra revistinhas e as devora; assiste a todos os programas de moda e beleza. É um compêndio no assunto, pode consultá-la sem medo. Gosta de comprar roupas novas para os filhos e vigia os modelitos das filhas, que estão sempre assaltando seu armário. Para presenteá-la todos dão tratos à imaginação, porque ela já tem tudo. O perigo com essa mãe é o consumismo, tentação recorrente para quem quer estar sempre arrasando.




Mãe profissional - Vive o conflito permanente da mulher deste tempo: ter prestígio profissional e cuidar da família. Faz cursos, MBA, pós, o esquimbau, pois não quer perder a chance de subir na carreira. O celular faz parte de sua anatomia, e já perdeu a conta das multas que levou por falar ao volante. Sua mente viaja de casa para o trabalho e vice-versa. Não consegue relaxar em nenhum dos dois, e o lazer também fica comprometido. Pobre mulher! É muita angústia, haja RIVOTRIL!







Mãe de primeira viagem  Na maioria das vezes é insegura, um pouco desajeitada, e muitas vezes descontrolada! Tenta mostrar que tem o controle da situação, mas basta alguma coisa sair da rotina, que ela se desespera. É viciada no pediatra. Leva uma tralha infinita para passeios e viagens. Cai nas competições entre mães e se seu filho não se encaixa no “estereótipo perfeito”, mal consegue dormir à noite. É completamente apaixonada e cuidadosa com o bebê. Normalmente dispensa a babá e curte muito ficar o dia todo fazendo tudo para seu filho





“A palavra mãe não é um substantivo. É um verbo. Mãe é cuidar, brigar, chorar, brincar, sorrir, ajudar, mudar, se preocupar, se irritar… Mãe é saber amar!”



Um super beijo a todas as mamães ♥




Ultimos Posts do Blog